Home   Especiais   Opinião   Pistas  Agenda  Galeria  Wallpapers  Fale Conosco  
 Categorias
 
 
 
Após grave acidente Yurik Carvalho abandona Copa Brasil de Kart
 
(Foto: Flávio Quick)
Na última semana o piloto paulista Yurik Carvalho (Splash Bar / Camargo Racing) esteve no Kartódromo Dr. Henrique Santillo, em Itumbiara - GO, onde participou das atividades da 10ª Copa Brasil de Kart, pela categoria Cadete, a mais competitiva do Campeonato.

Yurik, que em setembro esteve naquela pista treinando para a competição nacional, chegou ao kartódromo na terça-feira, dia 14, quando deu início à sua efetiva preparação para a Copa. Até o final da manhã de quarta-feira foram quatro treinos livres onde ele e a equipe Camargo Racing passaram todos os equipamentos a fim de encontrarem um conjunto ideal.

Com tudo acertado e tendo ocupado sempre um lugar entre os cinco mais rápidos da pista Yurik partiu confiante para a sua tomada de tempos, que foi realizada no final da manhã de quinta-feira, dia 16. Após realizar duas voltas de aquecimento o piloto partiu para a volta rápida, mas, atrapalhado por karts mais lentos na pista, conseguiu apenas um lugar no meio do pelotão, na 22ª posição.

Determinado a partir em busca de um bom resultado Yurik alinhou seu kart para a primeira bateria. Após uma excelente largada o piloto parecia voar na pista e, a cada curva, superava algum adversário. Com três voltas de corrida ele já ocupava a sétima posição quando, ao superar um concorrente na entrada da reta o pára-choque de seu kart se enroscou com o bico da carenagem do piloto ultrapassado e o kart de Yurik acabou rodando. Neste momento, rodado, no meio da reta dos boxes, seu kart foi brutalmente atingido pelo de Rafael Magaldi. A prova foi interrompida e ambos atendidos pelo Dr. Daniel de Moraes, médico da prova, que realizou todos os procedimentos de urgência, na pista.

Ambos foram encaminhados para o hospital para fazer exames de imagem. Rafael apresentou duas fraturas nos pés e foi obrigado a abandonar a Copa. Apesar de fortes dores na região da bacia Yurik não apresentou nenhuma fratura e, assim, a princípio, foi liberado para competir na segunda bateria.

No sábado, porém, dia da segunda e decisiva corrida, Yurik entrou na pista para o treino de aquecimento. Ainda com muitas dores o piloto se dirigiu ao ambulatório do kartódromo e, orientado por Dr. Daniel, optou junto à sua equipe por abandonar a corrida.
“Foi uma experiência que não desejo para ninguém. Doeu muito mesmo, sem falar do susto. O kart do menino veio e eu estava rodado no meio da pista. Não tinha o que fazer. Eu queria correr na segunda bateria, mas, estava realmente doendo muito e eu achei melhor não arriscar. Minha mãe e o Evandro (Chefe da equipe) me deram muita força. Tenho certeza que estarei bom de novo para o Light, minha próxima corrida, no dia oito de novembro”, finalizou o representante do Splash Bar.
Flávio Quick

anterior Índice de notícias próxima
Enviar Imprimir  




Fórmula 1
Fórmula 3
Fórmula Truck
GP2 Series
Outras Fórmulas
Stock Car
GT3 Brasil
Rally
Kart
Endurance
Esporte Turísmo
Esporte Protótipo
Brasil
Europa
Estados Unidos
Mercado
Esporte Amador
Outros


© Copyright 2001/2019 KARTING. Todos os direitos reservados