Home   Especiais   Opinião   Pistas  Agenda  Galeria  Wallpapers  Fale Conosco  
 Categorias
 
 
 
É hora da CBA tomar vergonha na cara
 
Vou começar este texto corrigindo o título dado a ele, já que o correto seria dizer que “Já passou da hora...”. O glorioso Cleyton Tadeu Pinteiro está mesmo brincando de presidir o que outrora foi a CONFEDERAÇÂO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO, tendo convertido o significado da sigla para “CENTRALIZAÇÃO DA BAGUNÇA DO AUTOMOBILISMO”.

Oras. O cara teve a pachorra de dizer, numa entrevista ao Blog do Luciano Monteiro, que a CBA está “trabalhando para melhorar o kart para médio e longo prazos” (ou alguma baboseira desse tipo), o que me leva a perguntar: esse é o tipo de “trabalho” que estão fazendo pelo esporte que é (ou deveria ser), a base do aprendizado de técnicas de pilotagem e conhecimentos fundamentais de mecânica? Ingredientes que serão fundamentais para que o país tenha um representante “de verdade” numa categoria top, e não apenas caras que, a cada treino para uma nova etapa, realizem “crash tests” dos guard-rails?

Quanto se faturou para realizar o Brasileiro em Eusébio? Mais ainda, para manter a prova na cidade da região metropolitana de Fortaleza, mesmo sabendo que o asfalto usado no recapeamento da pista foi o mais vagabundo possível? E isso já era sabido antes mesmo da realização da fase inicial do certame no Espírito Santo. O que deixa claro feito água da nascente, que teria sim, caso tivéssemos uma CBA com um mínimo de competência, tempo de mudar a sede da segunda metade do “Brasileirão”, evitando-se o grande fiasco iniciado na última terça-feira.

Posso garantir, Senhor Presidente da entidade que enche a boca para dizer ser a promotora do Campeonato Brasileiro, que nenhum dos pilotos ou quaisquer outras pessoas que estão aí em Eusébio foi praí com a intenção de fazer turismo, por mais linda que seja a região da capital do Ceará e suas cidades arredores.

Mesmo que alguem quisesse aproveitar a oportunidade, como pretexto para ir passear nas belas praias daí, teria planejado a coisa diferente. Não arcando, por exemplo, com hospedagem e alimentação para aqueles que trabalham em suas equipes.

Este é o ponto em qual gostaria de dar uma sugestão. Para que a verdadeira palhaçada que você, Pinteiro, e todos os demais envolvidos com esse fiasco, pudessem se redimir pelo menos um pouco: já que por conta de tudo o que aconteceu os gastos das equipes com hospedagem e alimentação de seus ajudantes durante a terça e quarta-feiras significaram jogar dinheiro pela janela, porque não devolver ao menos metade do dinheiro pago pelas inscrições?

Talvez você argumente que “A CBA precisa ganhar dinheiro”, argumento para o qual me cabe perguntar: prá quê?, seria para manter a possibilidade de realizar outros fiascos? Só se for.

Aos pilotos aí em Eusébio, boa sorte. Que consigam pelo menos escapar de ferimentos em razão desta palhaçada armada pela gloriosa CBA.
Jorge Kraucher

anterior Índice de notícias próxima
Enviar Imprimir  




Fórmula 1
Fórmula 3
Fórmula Truck
GP2 Series
Outras Fórmulas
Stock Car
GT3 Brasil
Rally
Kart
Endurance
Esporte Turísmo
Esporte Protótipo
Brasil
Europa
Estados Unidos
Mercado
Esporte Amador
Outros


© Copyright 2001/2018 KARTING. Todos os direitos reservados