Home   Especiais   Opinião   Pistas  Agenda  Galeria  Wallpapers  Fale Conosco  
 Categorias
 
 
 
Super Fórmula 2.0 é lançada no Capacete de Ouro
 
Nova categoria de monopostos estréia em 2009 (Foto: Guilherme Neto)
Categoria de monopostos estará no calendário 2009 da Federação de Automobilismo de São Paulo

Além de premiar os grandes destaques do ano no automobilismo brasileiro, o Capacete de Ouro 2008 foi também a plataforma de lançamento da mais nova categoria do esporte a motor nacional: A Super Fórmula 2.0. “É uma categoria focada para os jovens que saem do kart e hoje em dia têm muito poucas opções de iniciar uma carreira no automobilismo aqui no país”, explica José Eduardo Ávila, da Medrar, idealizador e promotor da competição, que fará parte do calendário 2009 do Campeonato Paulista de Automobilismo no Asfalto, organizado pela FASP (Federação de Automobilismo de São Paulo) e seus clubes federados.

Além de formar novas estrelas para o automobilismo, o projeto é todo calcado na sustentabilidade, com custo acessível e voltado a todos os envolvidos com as competições. “Eu costumo fazer um paralelo das corridas de carro com um jogo de vôlei. Na quadra, existe um técnico para seis jogadores. Na pista, são seis técnicos para um jogador só. Vamos dar oportunidade aos verdadeiros profissionais dos boxes. Todos têm a sua importância”, afirma Ávila. A idéia da Medrar é formalizar parcerias com universidades e fazer uma espécie de laboratório de capacitação com estudantes recém-formados de diversas áreas, como engenharia, marketing, nutrição, educação física e jornalismo, e com estudantes de mecânica do Senai.

Além dos fins de semana de competição, na Super Formula 2.0 os treinos particulares serão livres. Os pilotos têm disponibilidade total para realizar testes. “Os treinos serão livres porque se é uma categoria-escola, os participantes têm que estudar”, comenta o titular da Medrar. As primeiras atividades visando o início da temporada de 2009 acontecerão na primeira semana de dezembro e quatro equipes já estão confirmadas. “Na premiação do Capacete de Ouro vários pilotos de kart que estavam presentes se interessaram e procuraram mais informações. Isso é bem legal”, afirma.

O campeonato terá 10 rodadas e será disputado com os carros da antiga Fórmula Renault, que existiu no país até 2006. “Em termos técnicos, o grande diferencial do nosso campeonato é que utilizaremos o álcool como combustível. Optamos pelo biocombustível pensando no futuro das competições de carro e numa maior preservação do meio ambiente”, conta Ávila. O pacote técnico da nova categoria conta com motores 2.0 que atingem até 190 hp, câmbio seqüencial, chassi com monocoque em fibra de carbono e pneus Pirelli.
João Alberto Otazu

anterior Índice de notícias próxima
Enviar Imprimir  




Fórmula 1
Fórmula 3
Fórmula Truck
GP2 Series
Outras Fórmulas
Stock Car
GT3 Brasil
Rally
Kart
Endurance
Esporte Turísmo
Esporte Protótipo
Brasil
Europa
Estados Unidos
Mercado
Esporte Amador
Outros


© Copyright 2001/2019 KARTING. Todos os direitos reservados